top of page
Buscar

GP Mundus apoia Movimento Mundial

Atualizado: 23 de dez. de 2020

Hoje, 02 de junho de 2020 (terça-feira), grande parte dos usuários das principais redes sociais de todo o mundo se engajaram no "Movimento Blackout Tuesday", que tem como objetivo promover um verdadeiro momento de reflexão contra o racismo e em respeito/solidariedade às vidas de pessoas negras perdidas.

Esse movimento ganhou força e destaque na última semana, após o assassinato de George Floyd, durante uma ação policial em Minneapolis (EUA). O homem negro, de 46 anos, foi morto (por asfixia), no dia 25 de maio de 2020, depois de ser imobilizado por um policial branco. Esse caso gerou múltiplos protestos antirracistas e antifascistas nos EUA e em todo o mundo, repercutindo fortemente nas redes sociais.



No Brasil, a população negra é a principal vítima de homicídios (75% das mortes são negras). Essa conjuntura fez o Grupo de Pesquisa Mundus do PPGD da Unijuí se pronunciar em defesa da igualdade racial, haja vista que este é um direito humano reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pelos ordenamentos jurídicos de países democráticos.

Nota-se que a sociedade atual ainda traz inúmeros resquícios oriundos da escravidão, os quais se refletem nas práticas voltadas para a anulação da cultura e da população negra. Nesse sentido, os protestos e manifestações são de extrema necessidade! Não podemos nos calar, jamais.



Além do movimento #blackouttuesday, a hashtag #blacklivesmatter (em português: #vidasnegrasimportam) também vem sendo usada para abordar a importância de se discutir essa relevante temática, bem como de lutar contra o racismo e o fascismo em defesa da igualdade racial. Todos os povos são iguais e todas as vidas importam!


"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, ou por sua origem, ou sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se elas aprendem a odiar, podem ser ensinadas a amar" Nelson Mandela 🙌🏿 🌎 🙌🏻 🖤


Equipe Editoral

Aline Leves e Laura Marcht

19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page